Machado II - 8 anos

  • 0
Estava a procurar,
Passei o dia a procurar-te,
Mas não te encontrei.
Isso é real.

Eu nunca precisei tanto te encontrar
Porque quando encontro a ti
Me vejo eu.

Preciso falar contigo outra vez,
Saber como você está.
Assim saberei o que sou,
Só assim saberei quem sou.


Um lugar no universo

  • 0
Eu vejo e eu escuto
Cada coisa em seu lugar.
Eu percebo e eu sinto
Cada pessoa trocar de lugar.

Cada frase esquecida,
Cada oração interdita,
Cada aventura não cumprida,
Cada sensatez inaudita:
E eu vejo tudo trocar de lugar.

Para ser perfeito:
Tem de ver direito,
Tem de ser direto.
E tem de sair de jeito.

Através do Vidro Escuro

  • 0
Por ocasião da semana do escritor, um trecho do capítulo 2 de "Através do Vidro Escuro", intitulado "Da identidade". Trata-se da apresentação da personagem principal, chamada de "Perdição".

[...]

Tudo fora traçado pelo destino. Depois de muito tempo ela percebeu que apesar de não haver nada de fantasmagórico em sua vida, havia algo muito de estranho em si mesma.

[...]

Minha casa é o mundo e meu espaço é tudo o que existe, até a própria inexistência. Sentimento é um abstrato que toma cor e forma, é como se uma poesia pudesse virar pessoa: se eu fosse uma poesia, seria daquelas de horror. Oh, como peco. E carrego pesos como um atleta que deve sempre aumentar sua carga diária para que possa com isso aumentar os seus níveis de resistência. E tudo isso se desenha de maneira que todos percebam que o que houve ontem já é pouco demais para mim. E hoje é menos que amanhã.

[...]

Os dias são números, números que vagueiam e preenchem a minha mente por trás do Vidro. Vidro fosco com interstícios de visões do outro lado. Minha cabina de proteção é formada pelo fosco e pelo transparente. Meu transparente é tão errado que quase tem cor. Sou a não cor e sou o negro e o negro não é a falta de cor.

Eu amo a segunda-feira

  • 0
Não é somente um dia da semana

Sou do signo de “extremos”;
tenho ascendente em “incômodos”.
Sextas, as sextas, sempre boas;
a segunda-feira, minha amiga, sempre um inferno.
Mas não é a "segunda",
o inferno são os outros, alguém já disse.
Linda é a segunda.

E agora?
Podemos falar de sextas tristes?

Vício

  • 0
A fraqueza é um vício ou o vício é uma fraqueza?

Saber

  • 0
Ela não sabe se o tempo fica ou se passa,
Nem sabe o que é, nem sabe se é
Só sabe que é.

Mote

  • 3
Acredite-se.
Acredite-me.
Não gosto de problemas inventados.